Comercialização de doses de sêmen

26/03/2008 00:00



Genética: Em 2007, comercialização de doses de sêmen da raça Angus cresce 41,5%.

Taurino responde por 23% do mercado.

 

O relatório da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (Asbia) aponta a liderança isolada da Angus entre as raças taurinas, com a comercialização de 868.184 mil doses de sêmen no ano passado, um incremento de 254.778 mil sobre o ano anterior, contra 401 mil doses de sêmen no somatório de mais de 20 raças taurinas citadas.

Outro fator foi a evolução apresentada na comercialização de doses de sêmen da variedade preta: no último ano, o crescimento foi de 45% sobre o desempenho de 2006.

Para o gerente de corte taurino da Alta Genetics, Josineudson Augusto, os números obtidos pela Angus são decisivos para o cruzamento industrial. “É uma notícia bem-vinda para o cruzamento industrial como um todo. Ao se usar Angus se obtém marmoreio, precocidade de acabamento, de terminação e sexual e menor exigência alimentar”, salientou.

O sócio-gerente da Semeia Genética, Léo Warszawsky, associou a liderança ao reconhecimento do mercado à qualidade da carne Angus. “As qualidades como maciez e marmoreio estão vindo à tona e o mercado brasileiro está consolidando essa carne, valorizada mundialmente, disposto a pagar mais.”

—————

Back